Em trechos planos, a sensação é quase a mesma. Apesar de não ser leve para o seu tamanho, com 110 kg a seco, ao scooter se transforma em uma  pluma em movimento, mostrando uma ótima capacidade de mudar de trajetória em segurança, algo primordial para o uso urbano. A 5 mil rpm, o modelo chega tranquilo aos 60 km/h, mas depois disso começa a sofrer um pouco até chegar aos 80 km/h, seu limite de uso sem muita vibração. O acelerador é sensível, o que ajuda no controle da velocidade, e os freios com ABS são muito bons. Com rodas de 11 polegadas, a Primavera não promete um boa capacidade de absorver os impactos dos buracos das ruas. O local escolhido pela Piaggio para a avaliação do modelo, uma lisa pista de corrida, não permitiu que esse item fosse medido. Mas se não deve ser bom para a buraqueira, ele é para man0bras. Baixinho, com 78 cm de altura do assento, e compacto, com 1,86 de comprimento, o scooter arrasa no “slalom” e é muito fácil de estacionar.

          As vespas têm ferrões muito poderosos, com um veneno capaz de gerar dor por dias. Mas há algumas que só destilam charme e simpatia, como essas italianas feitas de metal chamadas pela Piaggio de Primavera. O modelo, um dos mais tradicionais da marca, traz a essência do estilo da primeira Vespa, de 1946, concebida por Corradino D'Ascanio e acrecenta

tecnologias modernas como injeção eletrônica e sensor de inclinação. A Vespa Primavera é vendida por R$ 22.890 com motor de 125 cm3 e R$ 27.930 com o de 150 cm3. As versões têm visual idêntico e se distinguem apenas pela potência maior dos motores, de 10,7 cv a 7.700 rpm e 12,9 cv a 7.750 rpm, respectivamente. Em movimento, esses praticamente dois cv a mais são sentidos, principalmente, nas arrancadas e subidas.

fotos: piaggio/divulgação

Painel de instrumentos traz mostradores analógicos e digitais. Rodas do scooter são de 11” 

Diego Ortiz

diego.ortiz@estadao.com 

         As vespas têm ferrões muito poderosos, com um veneno capaz de gerar dor por dias. Mas há algumas que só destilam charme e simpatia, como essas italianas feitas de metal chamadas pela Piaggio de Primavera. O modelo, um dos mais tradicionais da marca, traz a essência do estilo da primeira Vespa, de 1946, concebida por Corradino D'Ascanio, e acrecenta tecnologias modernas como injeção eletrônica e sensor de inclinação. A Vespa Primavera é vendida por R$22.890 com motor de 125 cm3Ñ e R$ 27.930 com o de 150 cm3. As versões têm visual idêntico e se distinguem apenas pela potência maior dos motores, de 10,7 cv a 7.700 rpm e 12,9 cv a 7.750 rpm, respectivamente. Em movimento, esses praticamente dois cv a mais são sentidos, principalmente, nas arrancadas e subidas.